Gabinete de Micro Leituras

O que é o Gabinete de Micro Leituras?

O Gabinete de Micro Leituras são sessões de promoção e mediação da leitura onde são apresentados contos breves, e através de leituras partilhadas começa-se a estimular o pensamento e o gosto pelos textos nas suas diversas formas.

Mediar não pode ser simplesmente dizer: ler é bom, ler faz bem, leiam muito. Ou chegar junto de um grupo e mostar como são bonitos os livros e as suas ilustrações. Ambas as formas são válidas, mas apenas quando contribuem para demonstrar que ler é uma atividade que gera prazer, alegria e entretém tanto ou mais que outras formas de lazer.

Todas as leituras realizadas no Gabinete de Micro Leituras são alvo de reflexão e é dada a liberdade para que os participantes criem espaços de debate ou pura e simplesmente guardem para si o que leram e o saboreiem a seu bel-prazer. 

 

Saiba como iniciar um Gabinete de Micro Leituras

 

Para que serve o Gabinete de Micro Leituras?

Estas sessões de leitura partilhada servem para aguçar o apetite dos leitores por narrativas mais longas e complexas. Não se pode pensar que se pode submergir leitores com poucos hábitos de leitura e que estes comecem desde logo a ler os clássicos da literatura ou textos de grandes dimensões. Primeiro há que ensinar a nadar se queremos mergulhar nos múltiplos encantos da literatura.

Gabinete de Micro Leituras

Público dos Gabinete de Micro Leituras

10 aos 110 anos

 

Como funciona o Gabinete de Micro Leituras?

O Gabinete de Micro Leituras funciona numa primeira fase através de sessões presenciais, onde são apresentados os primeiros textos e debates. Numa segunda fase, os Gabinetes de Micro Leituras realizam-se através de sessões via internet e newsletters mensais de sugestões de leitura.

 

Saiba como iniciar um Gabinete de Micro Leituras

 

 

Porque faz sentido o Gabinete de Micro Leituras?

Há muitos anos que a promoção e mediação da leitura é um dos grandes cavalos de batalha das bibliotecas e escolas, as quais tentam a todo o custo não perder leitores e, sobretudo, conquistar novos públicos nas diversas faixas etárias. No entanto, esta batalha, apesar de intensa, não está a ser ganha.

Não se pense que este problema é exclusivamente de Portugal, segundo um Relatório do Grupo de Peritos de Alto Nível sobre Literacia da União Europeia (GPANLUE), 1 em cada 5 adolescentes têm fracas competências de leitura e baixos níveis de literacia. Não significa que não sabem ler, mas que não conseguem entender o que leem ou retirar ideias e conclusões dos textos. Esta situação não é exclusiva dos mais novos, pois o estudo conclui ainda que em toda a Europa existem cerca de 73 milhões de europeus adultos sem qualificações acima do ensino secundário e o factor mais importante que é apontado deve-se à falta de literacia, a qual impossibilita a progressão académica.

Como se pode ver, não se trata apenas de querer que as pessoas se agarrem a livros e todos estejam constantemente a ler romances ou outro tipo de literatura, trata-se de ler tudo e mais alguma coisa e saber interpretar o que está a ler. Não é por isso de estranhar que, nos dias de hoje, alastre a desinformação, as notícias falsas ou os discursos populistas que alastram por todo o mundo.

 

Saiba como iniciar um Gabinete de Micro Leituras

 

 

Micro Contos de Cordel Temáticos